Fique Ligado nas Notícias!

Artigo

Escrevi um artigo dia 01/04/10 para o Grupo Linux Caudilho Livre o qual faço parte e gostaria de deixa-lo registrado aqui para que todos pudessem ler também. Meu intúito sempre foi a divulgação do software livre não só como desktop (uso caseiro) mas também com workstation (estação de trabalho). Então escrevi o artigo tendo como base a minha própria experiência de vida.

Brincando de desenho x Ilustrando novos horizontes
Marcos R. Zin

Desenhar mesmo que fosse um círculo ou alguns quadradinhos no PC sempre foi um sonho infantil que ao longo do tempo foi evoluindo e tornando-se algo mais estruturado para mim. Lembro-me da primeira linha que desenhei na época do Paint Brush for Windows, nessa época era o Windows 3.11. Um marco histórico na minha infância a lá anos 80 onde ter computador era sinônimo de poder aquisitivo elevado. Eu não tinha computador neste tempo, olhava e algumas vezes podia brincar com o mouse sob as dependências do meu primo dono do aparelho.
Mais tarde com aquisição do meu primeiro PC tive oportunidade de me aperfeiçoar com os desenhos. Desde então foram 8 anos acompanhando o desenvolvimento dos programas visuais, comecei trabalhando com fireworks MX, programa que gosto até os dias de hoje porém me incomodava o fato de ter que pagá-lo para usar seus recursos e em 15 dias de licença shareware não dava para desfrutar de todos seus recursos. Ainda assim desenho bitmap não era bem o que eu queria, esperava mais de um programa do que traços serrilhados. Não poderia deixar de mencionar quando conheci o linux, pois foi com ele que passei a conhecer os programas que uso na atualidade.
Aos 18 anos conheci o Conectiva Linux, na sua versão 6.0 achei fascinante a capacidade que um sistema operacional de código aberto poderia oferecer. Infelizmente haviam poucos programas de desenho mas foi o pontapé inicial para ter conhecido o mundo linux. Mais tarde tive o apreço de instalar o Debian no meu pc, era um poco difícil pois não tinham telinhas bonitinhas quem nem o proprietário Windows. Mas não foi problema para quem tinha vontade de aprender. Gostei muito do Debian que fiz um dual-boot no meu pc. Debian e Win98 sob o gerenciador de boot Lilo. Tempo se passou e novas distribuições entraram na minha lista e novos programas foram tomando espaço entre os pagos quem usei um dia (Corel Draw e Fireworks).
Fazem 3 anos que uso profissionalmente o InkScape para desenho vetorial, dentre alguns trabalhos com impressão em grandes formatos (plotagem) e desenho de logomarcas tive oportunidade de poder me aventurar desenhando estampas para camisetas. Brincadeira que comecei a aproximadamente 5 meses, com o intuito de fazer camisetas personalizadas com estampas divertidas e do mundo Nerd, soube neste período de tempo que um amigo meu tinha estruturado uma microempresa de serigrafia a Idioteque moda B. Mostrando algumas estampas que eu tinha desenhado e pedindo se haveria possibilidades para reproduzi-las nas camisetas, comentei que as desenhava no Linux com um programa de desenho vetorial semelhante ao Corel Draw. Mostrei para meu amigo que era possível desenhar tão bem quanto o corel usando software livre.
Concluo, que o mercado procura soluções pagas pois desconhece as soluções de codigo aberto por falta de divulgação. Me coloco sob a missão com este artigo em divulgar e propagar o uso do software livre como ferramenta de trabalho. Atualmente uso em tempo real apenas linux e softwares livres para desempenhar meu trabalho.

Autor: Marcos Roberto Zin
Tecnólogo em Sistemas de Informação
Postar um comentário